Dormingo

Eu não devia ter motivos

Mas numa noite de domingo

Quase sempre o tédio invade.

Improviso um bem-estar

E ignoro, sem sucesso,

as batidas de um relógio

que insiste em me apressar.

Minha agenda, os compromissos,

pensamentos desconexos

não me deixam relaxar.

Não pretendo que me entenda

Isto é mais um desabafo

Queria um chá de sumiço.

Você sabe onde encontrar?

Quem sabe assim o cansaço vem

E transforma este domingo

Em um simples dia da semana

Em que eu consiga fazer mais

Que ficar com fantasmas na cama.

17/01/10

Ps: para o maridão e para aqueles que não suportam a voz do Faustão e a musiquinha do Fantástico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s