Como não Amar Quintana?

Sintam o poema abaixo e me digam: será possível ler Quintana sem se apaixonar? Será possível entrar em contato com a obra do poeta sem amá-la? Se você, por algum motivo ficar indiferente a esta poesia, por favor, vá logo tratar esta melancolia! 😉

Com vocês, Amar!

AMAR

Amar: Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer…
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei…

O amor é quando a gente mora um no outro.

(Mário Quintana)